“Um grêmio bom é unido, fortalecido e tem voz dentro da escola”

“Um grêmio bom é unido, fortalecido e tem voz dentro da escola”

"Um grêmio bom é unido, fortalecido e tem voz dentro da escola". As palavras do estudante Yuri Alves resumem a importância do I Encontro dos Grêmios Estudantis, organizado pela Diretoria de Ensino de Mogi das Cruzes no dia 21 de junho. O evento reuniu representantes de 60 escolas públicas da cidade de Mogi das Cruzes, Biritiba Mirim e Salesópolis.

Os jovens gremistas assinaram a posse de seus mandatos, com o compromisso de ajudar suas escolas através do protagonismo e de projetos por eles elaborados. Esse encontro possibilitou uma troca entre os estudantes sobre suas práticas e os desafios enfrentados durante o cotidiano escolar.

A Diretoria deu espaço de fala para projetos destaques da região, de alunos e de ex-alunos que, a partir da experiência gremista, se posicionaram com uma consciência de que é possível transformar o ambiente em que vivem, com causas que acreditam.

 

Grêmios fortalecendo a democracia

Fazer com que os alunos participem de todas as decisões é o principal objetivo do Grêmio Estudantil Presidente Kennedy, da Escola Estadual Profa. Olga Chalkur Farah, em Salesópolis. "Para facilitar nossa comunicação com todos os alunos, criamos o WhatsApp do Grêmio e usamos uma página do Facebook. No WhatsApp nós temos grupos com os representantes de classe, assim podemos nos comunicar mais facilmente", conta Livia de Souza Campioni (16). "Esse ano nos também implantamos a rádio, que toca música nos intervalos e é outro meio de comunicação com os alunos."

O Grêmio Influência Jovem, em Mogi das Cruzes, que já traz essa bandeira em seu nome: "vem de jovens influenciadores, jovens que tem a vontade de mudar e influenciar pessoas a quererem mudar também esse nosso dia, nosso sistema, nosso país", conta Yuri Alves, vice-presidente e integrante do grêmio há três anos. Sem oponentes na última eleição na Escola Estadual Profa. Maria Rodrigues Gonçalves, eles resolveram fazer uma consulta pública e, assim, conquistaram o direito de continuar à frente da diretoria do grêmio.

Yuri conta que o grêmio começou "como todo grêmio começa, meio parado sem saber o que fazer" e hoje é um dos maiores de Mogi das Cruzes, contando com 17 cargos e inserindo uma inovação: 6 desses 17 cargos são de estagiários, três meninos e três meninas que escolhem cargos que gostariam de exercer e praticam para eles antes de assumir no ano seguinte. "O grêmio é uma coisa muito boa para cada aluno, porque é o jeito do aluno reivindicar a sua voz, é o jeito do aluno ter voz dentro da escola", ele conta.

 

Debatendo temas urgentes dentro da escola

Além da preocupação de ouvir seus colegas, os grêmios da região não têm medo de tocar em temas tabu discutindo questões importantes dentro da escola. Livia conta que o principal projeto desenvolvido pelo Grêmio Presidente Kennedy trata do combate ao trabalho infantil. "Nosso objetivo é trazer advogados, conselheiros tutelares, psicólogos e assistentes sociais para explicar o que é trabalho infantil, como denunciar e a melhor forma para lidar com isso, e também como conseguir subsídios para a criança não precisar trabalhar e para a família não passar necessidade."

Essa também é uma prioridade do Grêmio Influência Jovem, que está planejando um projeto para conscientizar a escola e a comunidade sobre o abuso infantil. "A gente quer que as pessoas saibam porque é importante denunciar e falar sobre isso, porque a gente sabe que existem muito casos que são omitidos. É uma coisa que já nem deveria existir, são crianças, não devem passar por isso", conta Yuri. "Estamos empenhados em fazer palestras, vídeo conferências, trazer pessoas para falar e conscientizar a nossa escola, nossa comunidade e nosso município."

 

Compartilhando experiências

Para os estudantes o Encontro de Gremistas foi importante para trocar experiências e entender quais são suas possibilidades de atuação. A Dirigente de Ensino, Rosania Morroni, falou sobre a responsabilidade do grêmio dentro da escola e apresentou as parcerias da diretoria de ensino que podem ajudar no trabalho dos estudantes.

"Tive a oportunidade de ouvir jovens e professores, que com brilho nos olhos, saíram deste encontro com as energias abastecidas e com a certeza de que vale a pena dedicar um trabalho de qualidade na educação, mesmo que isso seja cansativo ao longo da jornada", conta Maria Luiza Fernandes, ex-gremista e prefeita jovem da região. "Ver a expressão de futuro em cada olhar foi revigorante."

No Comments

Post a Reply

WhatsApp chat